09 agosto, 2008

figura sem estilo.

tu és a personificação de cada fantasia que os meus lençóis guardam em segredo.
és o eufemismo da castidade que por ti abrigo.
a enumeração dos meus devaneios.
tu és a anáfora que inicia cada verso da minha lírica
frase da minha prosa.
estória da minha odisseia.
a hipérbole da dor desta ferida que não se sente.
és a antítese de cada um dos meus actos.
a aliteração em teu nome que se me escapa da boca.
as metáforas com que enalteço o dialecto que para ti criei.

5 comentários:

Anónimo disse...

é estar a dar importancia demais a quem não merece..
e o uso abusivo de estratos desimportante, e um esforço em vão..

--> e seguir em frente, e deixar os sentimentos em excesso para quem os quiser, não para quem não os deseja..


deixa os lençois dos pensamentos livres de angustias tais que aturmentam..


bjooo**

<33 chiqa ..

Baunilha disse...

Parabens pelo teu blog. ;)

MสЯ†iиhส ♥ disse...

Nameless trying to be someone,
Talvez permaneça sempre no coração figuras sem estilo...
gostei... a minha stora de português (no ano passado e nao sei se deste ano também...) num texto uma composição consistia em fazermos com que uma ou mais figuras de estilo se encaixassem em personagens. tipo o que tu fizeste mas a contar uma historia... nao sei se me estou a eplicar bem. tipo numa personificação tínhamos de dar vida a algo da personagem mas seja essa coisa da personagem a caracteriza-la... desculpa se nao me fiz explicar.
nenhum texto obedeceu bem as regras da prof e digo-te que se ela lesse este ela ia adorar...
está simples e espetacular, continua ;)
Beijinho doce,
Marta

David disse...

Gostaste da nova imagem do blog companheira? :)
Amei o texto como sempre. Como sempre <3

Anónimo disse...

Este texto é retratado para mim neste momento.
Sinto o tanto...
um saco d ossos, um pedaco d nada!
mas isto passa, pq temos d lutar!