21 dezembro, 2008

o tempo é uma ilusão e nós os ilusionistas, por isso vamos iludir-nos da nossa eternidade. afinal, temos todo o tempo do mundo.
deixa-me amaldiçoar para sempre o amante que tornou o teu corpo impuro. eu quero esculpir o pedaço perfeito de ti que essa reles criatura roubou!
quero violar mil telas e nelas imortalizar os teus seios e o teu ventre. desejo compor a melodia da tua voz e a coreografia das tuas mãos. quero mil negativos dos teus olhos e o odor do teu cabelo feito perfume.
não nos matemos já, temos tanto a dever à arte meu amor.

4 comentários:

Indie Cindy disse...

lindo!

Davi(d) disse...

divino companheira!

Qel disse...

Todo o texto está qualquer coisa (p'ra não variar) mas esta parte, para mim, está brutal:
«desejo compor a melodia da tua voz e a coreografia das tuas mãos. quero mil negativos dos teus olhos e o odor do teu cabelo feito perfume».
Deixas-me sempre sem saber o q dizer, impressionante!
Adorei!

Adornos Psicológicos disse...

gostei imenso, isto fez-me pensar


^^