18 outubro, 2008

amanhã não existe.

hoje sou tua, da maneira mais inocente do mundo.
hoje a minha meta não é o orgasmo nem tão pouco o maior arrepio na espinha, hoje as horas vão abraçar-se e a noite vai durar para sempre.
porque hoje, enquanto a humanidade morre, nós estaremos a fazer amor como se amanhã fosse outro dia.

4 comentários:

Davi(d) disse...

porque é apenas hoje *.*
fantástico companheira!

Cátia Vieira disse...

está fantástico! adorei (:
beijinho

teresinha ferraz. disse...

ai, adorei, adoreiii!
simples e sentido, APAIXONANTE!

beijinho

Qel disse...

WOOOOW. Lindo e intenso.
Adorei!

beijinho (; *