31 março, 2009

que estás a comer?
gente em pó.
isso é light?
é fast-food.
posso comer-te?
querer é poder e tu queres.
mas tenho medo.
medo?
desse vício de pó e vácuo a que te foste apegando.
o pó é inofensivo.
e vai-te matando aos poucos.
eu não deixo que te prendas a mim.
mas eu quero desprender-me do eu que não se prende a nada.
não faças isso.
porquê?
far-te-ás escavo do amor.
o que é melhor?
como assim?
o que é melhor, gente em pó ou amor?
a gente em pó não te dá amor, mas o amor traz-te gente em pó.
isso é uma contradição?
não.
então porque colocaste o mas?
pode tornar-se contraditório, mas, no final de contas, pó e amor provocam uma morte lenta e dolorosa.

21 comentários:

lardopensamento disse...

"mas eu quero desprender-me do eu que não se prende a nada"

é inato, temos fobia da liberdade absoluta e não encontramos o equilíbrio sem algo a que nos agarrarmos. Essa alguma coisa que nos tira o absoluto à liberdade.
queria poder levitar a cima de posses e sentimentos...

Joana Éme. disse...

"gente em pó não te dá amor, mas o amor traz-te gente em pó".

parece-me que não sou a única com um coração em demasia.
e snow patrol é qualquer coisa ')

inêsdecarvalho disse...

' gente em pó não te dá amor, mas o amor traz-te gente em pó '

marcou-me :)

Aubergine. disse...

muito bom !

Beijinho *

Maria Francisca disse...

genial, simplesmente genial.
adorei, aliás se o sentimento me permite, amei.

Paladar disse...

Acho que foi o texto mais bonito que já li no blogspot. Gostei do inicio ao fim. Que lindo, que lindo. Parabens :D

Beijinhoo

Alexandra disse...

'mas eu quero desprender-me do eu que não se prende a nada.'

Basta quereres, e compensa :)
Beijinho *

Davi(d) disse...

eu amei companheira. achei-o perfeito :o

x Inês ( ? ) disse...

Espantoso , fiquei sem palavras .

Madu disse...

Indescritivel. Estou com a Francisca, Genial.

Celinha 007 =) disse...

Credo... Estou exausta... Em pó e sem amor lolol :P

Pedro Antônio disse...

Lindo texto, David!

Parabéns!

Obrigado pelas bonitas palavras! Fico feliz por ter gostado do post!

Espero sempre sua visita na Torre.

Abração!

Pedro Antônio - A TORRE MÁGICA - www.atorremagica.blogspot.com

'stracciatella disse...

Está soberbo! Genial!
Gente em pó... Gostei.

MafaldaMacedo disse...

«mas, no final de contas, pó e amor provocam uma morte lenta e dolorosa.» tão acertado como perfeito.

Tani disse...

adorei adorei adorei.

disse...

muito, muito, muito bom!

AnaLuísa disse...

indeed -.-

escreves muito bem nameless :o *

R' disse...

Maravilha *.*

Martina S' disse...

Fantástico *_*

Ana Rita disse...

Adoro este. (:

Íris . disse...

sem dúvida fantástico este texto,foi o meu preferido mas todos os outros estão muito bons também.

desculpa a invasão,mas a tua expressividade não é normal numa "geração decadente que fica pelo suficiente ".

Vais sem dúvida mais à frente ;)