23 setembro, 2009

sou uma depravada.
há em mim uma insatisfação tal
um orgasmo por cumprir,
neste meu querer que nada quer
há uma pornografia inerente ao meu sentir.
há espasmos que se assemelham a penetrações de loucura.
há uma busca infindável pela minha sanidade,
um desejo imperativo de alcançar sobridade.
e há uma sede e uma fome do tudo
e um apetite invariável do nada
e não sei mais como tolerar este meu corpo
que somente defeca, urina e morre de vaidade

15 comentários:

matilde disse...

está fantástico (:

inês chaplin disse...

adoro!

Poppins disse...

E parece que cada vez há mais.
(Para variar) está fantástico!

Zita disse...

Se isso faz de ti depravada, então eu sou também depravada.

(Mais um WOW!)

*

Borrega disse...

um encaixe brilhante entre temáticas... lindo, brilhante e intenso... (guardei-o nos favoritos!)

um beijO*

Davie disse...

é caso para dizer wow várias vezes!

Ana Moreira disse...

Nada se assemelha à tua escrita

Poppins disse...

Gostava de saber escrever como tu.

Catarina disse...

É fantástico ver alguém tão fantástico, parabéns.

Afonso disse...

wow mesmo. És drástica nas palavras. Fantástica mesmo.

Carlota Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Yasmin disse...

Está tão girooooo :O
Beijinhos *.*

ogolbo disse...

É teu, é teu, é teu??? Lindo mesmo!

Rute disse...

brilhante, brilhante, brilhante! *****

gorettiguerreira disse...

Lindo e delicioso estar aqui.
Beijos da Guerreira.