18 junho, 2010

hoje os ponteiros vão abraçar-se e a noite vai durar para sempre. só hoje, preciso que me arranques de mim e me conduzas através desses jogos de sedução ocos que só nos levarão ao orgasmo final. oh pedaço de ternura de que não me ouso desfazer! faz de mim o porto de abrigo dos teus sonhos eróticos! penetra-me com todos  os eufemismos do teu credo! suplanta-me com os disfemismos do teu fado e permite-me morrer na hipérbole desta intemperança voluptosa! esta gradação que de mim se apodera quando o teu corpo na minha alma toca com os dedos sujos do regozijo das outras, faz-me desejar agarrar a monogamia e prender-te em mim! 
já devia saber que, juntos, somos um oxímoro ignóbil.

10 comentários:

sararibeirodasilva disse...

wow, muito bom.

photographer in amsterdam disse...

bom texto.
consegues me ajudar numa coisa? como é que pões o nome 'comentários' em 'sentimentos'? cf

Paula disse...

Adoro a forma como utilizas as palavras, brincas com elas, das-lhe a forma que queres. E um fim consegue-se uma excelente obra de arte. Estás mesmo de parabens (.

Mel disse...

Uau David, que palavras tão tão fortes e de tabus! Adorei este teu jogo de palavras, a tua escrita é mesmo deliciosa! Obrigada pelo teu comentário, também espero que isso aconteça!

Davie disse...

Mel, este é o texto da minha companheira. Não te enganes :)
beijinho *
e já agora Nameless, está uma delícia.

Rachel disse...

Simplesmente amei a última frase
Mt bom :)

Pssst disse...

uauu adorei

JL disse...

tenho para dizer que sou seguidora deste blog ha imenso tempo e so agr tive a oportunidade de ter o meu e de poder aqui demonstrar. obrigada por exprimirem aquilo que sinto em metaforas tão simples.

Filipe Honório disse...

Muito bom mesmo. Parabéns.

Cleber Artner disse...

Ótimo texto, realmente o blog é muito bom, e tem textos atenuadamente pesados. Abraço