24 setembro, 2010

subitamente morri no teu desamor. dei por mim nas teias da minha habitual demência de só enxergar gentes sem existência aparente...e morri. morri sem me sentir. morri jurando que a tua inebriante solução de genes  não me tornaria a tentar jamais.

6 comentários:

Leonor disse...

Gostei :)

M disse...

Amei tantooo!

Davie disse...

para mim, és a melhor pessoa do mundo.

Gislãne disse...

Oi eu sou gislãne do Blog mudanca.com agora criei outro blog dedicado a textos do meu escritor favorito: Jose Saramago

dê uma olhada lá

bjos

JL disse...

sabes que adoro CB :P

boldaslove disse...

se somos tentados uma vez, somos tentados duas ou três. e a tentação é sempre algo dificil de resistir.
pequeno mas magnifico.